TV PIBCI

DOMIMGO - 09:40hs e 18:30hs

QUARTA - 19:00hs

CULTOS GRAVADOS

Papo com a Galera

12.09.2017

Religião

A religião faz parte da história da humanidade desde o início. Em todo tempo, em todas as culturas, todos os continentes, sempre existiram manifestações de fé em um ser ou seres superiores. A tradição cristã, que surgiu do judaísmo, crê na existência de um Deus Altíssimo, criador dos céus e da terra, de todos os seres viventes e de todo o universo visível e invisível.

 

A religião cristã crê, também, que é necessário ter fé em Jesus Cristo para que se possa desfrutar da vida eterna. Via de regra, isso aponta para uma aceitação tácita de uma lista de regras de conduta e de moral, segundo as quais se pode ou não fazer determinadas coisas, frequentar determinados locais e consumir determinados alimentos/bebidas. Essas normas ficaram tão entranhadas na cultura religiosa cristã que não as questionamos mais. É assim porque sempre foi assim e sempre vai ser assim.

 

Limitar a experiência de fé a isso, porém, é um erro. A Bíblia Sagrada diz que a religião que agrada a Deus pai, que Ele aceita como imaculada e sincera é esta: “cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e, especialmente, não se deixar corromper pelas filosofias mundanas” (Tiago 1.27). Não se trata apenas de seguir regras pré-estabelecidas; é necessário incorporar os valores do Reino de Deus, de forma que a vida seja transformada por completo.

 

John Stott diz que vale mais uma mente que raciocina dentro dos parâmetros bíblicos do que uma que decore centenas de versículos. Isto significa que, mais do que citar textos sagrados de cor, é fundamental entender o que a Palavra de Deus realmente quer dizer e seguir seus princípios e valores. Só assim experimentaremos a dimensão religiosa que agrada a Deus, nosso pai. Antes de pensar no que você pode ou não pode fazer, pense no que o Senhor quer que você faça. Isso fará toda a diferença na sua caminhada com Cristo.

 

 

 

 

Pr. Eduardo Fettermann

Ministro da Juventude